Arquivo mensal: outubro de 2014

Conflitos entre bebês … Eles existem? Como lidar?

Converso Assessoria Pedagógica convida os educadores para no dia 29 de novembro, participarem da roda de conversa sobre A experiência de Lóczy em relação aos conflitos entre bebês, com Fabiana de Sá e Marcela Chanan.

bebes

De educador para educador

Esta roda propõe um diálogo sobre os conflitos entre as crianças.

seta horizontalComo deve ser a postura e o olhar do educador?

seta horizontalO que e como observar?

seta horizontalComo interpretar e agir nestas situações?

seta horizontalQual o limite da intervenção?

Fabiana e Marcela estiveram em Paris e Buenos Aires e pretendem compartilhar o que aprenderam em relação à Abordagem de Pikler-Lóczy, conhecimentos preciosos para quem atua com os bebês e crianças.

Mais informações
Converso Assessoria Pedagógica
Rua Tres Rios, 252, Bom Retiro, São Paulo
Telefones e celular: (11) 3864 8201,3228 0809,  986 872 272
E-mail: secretaria.converso@gmail.com
 
 Investimento
R$ 80,00
 

barrinha colorida fininha

Fatima de SáFabiana de Sá

Pedagoga, especialista em Educação Inclusiva pela PUC – Apae e Educação Lúdica pelo Instituto Superior de Educação Vera Cruz/ISE – Vera Cruz. Professora na Escola Grão de Chão.

 

Foto de Marcela ChananMarcela Chanan

Pedagoga, cursa a especialização Crianças de 0 a 3 anos no Instituto Singularidades. Formada na Escola Panamericana de Arte e Instituto Brincante. Professora na Escola Gracinha.

 

Postado em Acontece | Tags , , , , , , , | Clique para deixar um comentário!

Como trabalhar a agressividade?

BRINCADEIRA DE EXPRESSÕES

Tapas, empurrões, chutes e puxões de cabelo – como reagir nessas situações? O que fazer? Como entender a agressividade na primeira infância? Veja as reflexões, as dicas e brincadeiras para trabalhar essa questão.

No olhar da psicologia, a agressividade que se manifesta nos primeiros anos de vida é um comportamento normal. É uma espécie de reação que ocorre quando a criança está à frente de algum acontecimento que a faz se sentir frágil e insegura.

Assim, na primeira infância é comum as crianças expressarem desejos e frustrações por meio de comportamentos nada polidos e pouco aceitos, causando incômodo em todo o grupo. Continue lendo..

Postado em Desenvolvimento Infantil | Tags , , | 16 Comentários

Castelo Rá-Tim-Bum – um patrimônio nacional da infância que retorna

Castelo Ra-Tim-Bum exposição

A exposição do Castelo Ra-Tim-Bum em São Paulo foi prorrogada até janeiro e já está lotada até novembro!

A exposição e a sua prorrogação são noticias excelentes pois demonstram o sucesso de uma produção infanto-juvenil brasileira de abordagem pedagógica.

O Tempo de Creche quer valorizar, relembrar e indicar os conteúdos produzidos pela série, que ocupam a memória e o coração de uma geração de brasileiros. Continue lendo..

Postado em Acontece | Tags , , | Clique para deixar um comentário!

Oportunidade para aumentar o repertório de músicas infantis num show que canta de Chico Buarque a Vinicius de Moraes

A Banda Estralo reapresenta o show Estórias de Cantar com músicas infantis de Chico Buarque, Milton Nascimento, Toquinho, Vinicius de Moraes, Edu Lobo e Arnaldo Antunes. Além de clássico da música brasileira o grupo também apresentará a versão infantil Pé com Pé, da dupla Palavra Cantada.

Banda Estralo

Para levar o repertório ao palco, a banda usa violão, baixo, escaleta, percussão, além de performances com números teatrais e poesia.

 Informações

Estórias de Cantar
SESC Bom Retiro
Alameda Nothmann, 185, Praça de Convivência
Domingo 26/10, às 16h
Entrada grátis  .
Mais informações no site do SESC ou pelo telefone 11. 3332-3600
 
Fonte: Folha SP on line, 22.10.2014

barrinha colorida fininha

Banda Estralo

A banda surgiu em 2009 com o encontro do músico Marcos Lucatelli e a atriz Luanda Eliza, que juntos tem em comum a arte educação e a fascinação pelo trabalho com crianças e suas vastas possibilidades. Foi desta amizade e interação que nasceu o show Estórias de Cantar.

A banda é composta por: Marcos Lucatelli (voz e violão), Luanda Eliza (voz e performance), Lilyan Teles (voz, performance e escaleta), Mauricio Damasceno (percuteria) e Ricardo “Batata” (baixo).

Mais informações no site Banda Estralo.

 

Postado em Acontece | Tags , , , | Clique para deixar um comentário!

Arte na infância: a escola como um laboratório de experiências

Converso Assessoria Pedagógica convida os educadores para os dias 30 de outubro e 6 e 13 de novembro,  participarem do curso Arte na infância: a escola como um laboratório de experiências,  com Stela Barbieri, na rua Bartira, 580, Perdizes, São Paulo/SP.

Untitled 2

Este curso tem a intenção de navegar pelo universo da arte investigando possíveis diálogos com outras áreas do conhecimento no trabalho com crianças pequenas e tem a compreensão de que as crianças são movidas pelo que as está chamando e fazem diferentes caminhos para abordar as questões que as mobilizam.

O blog Tempo de Creche já compartilhou as exposições-oficinas do Projeto Lugares, de Stela Barbieri, realizadas em 5 SESCs. Leia Lugares – olhar expandido

 Mais informações:

Telefones e celular: (11) 3864 8201, 3228 0809,  986 872 272
e-mail: secretaria.converso@gmail.com
 
barrinha colorida fininha

Stela Barbieri

 Artista plástica, curadora educacional da Fundação Bienal de São Paulo. Assessora de artes da Escola Vera Cruz. Contadora de histórias e autora de livros infanto-juvenis. Conselheira na Fundação Calouste Gulbenkian. Foi curadora da Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake.

Postado em Acontece | Tags , , , , | Clique para deixar um comentário!

Registro e Documentação Pedagógica: da dor de cabeça ao papo cabeça

cartaz de registro do professor

Secretarias de Educação tem desenvolvido um trabalho formativo no sentido de promover (e cobrar!) o registro e documentação pedagógica das ações do educador e suas consequências no dia a dia da educação infantil para que, ao serem compartilhados com as famílias, pais e responsáveis possam acompanhar de perto a vida de seus filhos nas creches.

Tomando a posição das famílias, que às vezes carregam certa culpa por estarem longe das suas crianças por quase todo o dia, é muito reconfortante poder contar com uma intimidade, uma proximidade daquilo que acontece com nossos pequenos.

Na esfera administrativa ou na pedagógica o registro de atividades não é uma novidade na educação. No entanto, o REGISTRO tem uma dimensão muito maior! E só vai alcançar essa dimensão se fizer parte da ação rotineira e da crença em seus benefícios por parte do educador. Continue lendo..

Postado em Coordenador e Gestor, Registros e Documentação | Tags , , , , | 7 Comentários

Exposição apresenta brinquedos artesanais

A Caixa Cultural São Paulo apresenta, de 11 de outubro a 7 de dezembro, a exposição Brinquedos à Mão – Coleção Sálua Chequer, com mais de 900 objetos utilizados pela infância de antigamente e ainda presentes nas comunidades interioranas do Nordeste brasileiro.Sálua, que assina a curadoria do evento com o artista plástico Zé da Rocha, exibe seu acervo em São Paulo pela primeira vez.

Brinquedos à mãoAs crianças que forem à exposição poderão saciar a vontade de brincar no espaço chamado de Cantinho do brincar, com objetos lúdicos como cinco marias, pula corda, gudes, piões, dentre outros. As peças são brinquedos feitos à mão por artesãos de comunidades interioranas do Nordeste. “Eu sou nordestina e comecei a comprar os objetos há 20 anos. No começo, eu tinha umas 50 peças. Hoje, tenho mais de mil”, relata a colecionadora, que já levou a mostra às cidades de Salvador e de Curitiba.

barrinha colorida fininhaSálua Chequer

Colecionadora e pesquisadora de cultura popular desde 1980. A paixão de Sálua pelos brinquedos remonta à sua própria infância na região cacaueira da Bahia. A colecionadora atribui sua admiração pelo universo dos brinquedos populares à dedicação, o cuidado e o longo tempo dispendido pelos artesãos para criar objetos simples e, ao mesmo tempo sofisticados, que para serem utilizados exigem o contato físico e o manuseio das crianças.

Fonte: Folha de São Paulo on line, 12.10.2014

Postado em Acontece | Tags , , , , | Clique para deixar um comentário!

Experiências de aprendizagem através da criação de cenários investigativos

Converso Assessoria Pedagógica convida os educadores para os dias 16 e 23 de outubro, participarem do curso “Experiências de aprendizagem através da criação de cenários investigativos”, com Luciana Hubner, na Rua Bartira, 580, Perdizes, São Paulo/SP.

ConversoEste curso acredita que as crianças movidas por sua curiosidade, a partir de suas experiências, pesquisam, criam, constroem ativamente conhecimentos sobre o mundo físico. Constituem este conhecimento sobre o mundo testando e ampliando suas próprias ideias. Cabe ao educador auxiliar a criança por meio da pesquisa, do debate e da solução de problemas.

Mais informações:

Telefones e celular: (11) 3864 8201, 3228 0809, 986 872 272.

E-mail: secretaria.converso@gmail.com

barrinha colorida fininha

Luciana Hubner

Bióloga, foi professora de educação infantil e fundamental. Trabalhou em programas de formação de professores, elaboração de material didático e currículos para escolas privadas e as Orientações Curriculares do município de São Paulo. Consultora pedagógica da Abramundo e formadora do Instituto Avisa Lá.

Postado em Acontece | Tags , , , , , , | Clique para deixar um comentário!

Renata Meirelles conta como surgiu o livro Cozinhando no quintal

EPSON MFP image

A educadora Renata Meirelles, idealizadora do projeto Território do Brincar, com a co-realização do Instituto Alana, é autora do livro Cozinhando no quintal (Editora Terceiro Nome), lançado no dia 8 de outubro de 2014.

O livro nasceu da experiência vivida por Renata e pelo documentarista David Reeks entre abril de 2012 e dezembro de 2013, quando eles percorreram diversas regiões brasileiras, como comunidades rurais, indígenas, quilombolas, metrópoles, sertão e litoral. Cozinhando no quintal mostra como as crianças utilizam os elementos ao seu redor na hora de brincar de cozinhar, fazendo comidinhas de brincadeira com ingredientes encontrados no quintal, como flor, lama, grama, folhas e sementes.

lançamento do Livro Cozinhando no quintal

cropped-cropped-logos-com-muros-mais-fino2Como surgiu o projeto do livro?

Renata Este é o primeiro livro que surgiu como resultado do Território do Brincar. Para quem ainda não conhece, o Território do Brincar, uma co-realização com o Instituto Alana, é um projeto de pesquisa, registro e difusão da cultura da infância no Brasil. Durante 21 meses de viagem (de abril de 2012 a dezembro de 2013) organizamos uma parceria com seis escolas para alimentar o olhar sobre o brincar da criança dentro e fora da escola. Nesse processo desenvolvemos uma pesquisa coletiva, entre nós e essas escolas parceiras, onde um dos temas foi o brincar de casinha. Como essa brincadeira acontece dentro e fora da escola? O que as crianças nos dizem quando estão brincando de casinha? O que existe por trás dos gestos das crianças ao brincar de casinha? As comidinhas, que tanto me encantavam, foram um ponto alto da minha pesquisa dentro desse tema, e delas nasceu esse livro. Continue lendo..

Postado em Acontece, Ampliação Cultural | Tags , , , | 3 Comentários

Renata Meirelles fala sobre tanque de areia e o tempo do brincar

imagem entrevista Renata Meirelles - tanque de areia

No lançamento do livro Cozinhando no Quintal, a educadora, documentarista e pesquisadora da cultura infantil no Brasil, Renata Meirelles, falou ao Tempo de Creche sobre a importância dos tanques de areia e do tempo do brincar na Educação Infantil.

Tempo de Creche – Você tem alguma sugestão para as escolas de educação infantil, a respeito dos espaços de brincar?

Renata-MeirellesRenata – Tem várias coisas para dizer, mas uma delas é um tanque de areia. Esse, inclusive, é um tema que é abordado em outro projeto do Instituto Alana, o Prioridade Absoluta, para que as pessoas saibam como lutar por esse direito nas escolas. Eu acho que deveria ser obrigatório a todas as escolas de educação infantil terem um espaço de areia e trabalharem a seriedade deste lugar, com a consistência da produção infantil no tanque de areia. Trabalhar com as escolas para dar o rela valor dessa relação e o que isto representa para as crianças: disponibilizar tempo para estabelecer uma intimidade com a área. Eu vejo esta questão sendo  menosprezada, muitas vezes só se veem os problemas, mas a areia é um oásis para as crianças. Na verdade, areia e água. Principalmente quando a gente fala de crianças de centros urbanos.

Tempo de Creche – E o tempo da criança para brincar?

Renata – Outro foco é o tempo que a criança tem disponível para brincar, que fica dependente de uma situação muito diretiva por parte do adulto, tanto na proposição de conteúdos, quanto na proposição de atividades. A gente tem que acreditar nas crianças, e nas sua brincadeira. Deixar que isto aconteça,, estar lado a lado e participar.  Temos que acreditar que a própria criança é geradora de conteúdos e brincadeiras.

Balão Para Saber MaisLeia também Um tratado sobre TANQUE DE AREIA

 

barrinha colorida fininha

Livro Cozinhando no QuintalLeia notícias sobre o livro Cozinhando no Quintal, de Renata Meirelles, em:

Renata Meirelles conta como surgiu o livro Cozinhando no quintal

Renata Meirelles é educadora, documentarista e há 16 anos vem viajando por todos os cantos do país pesquisando, escrevendo e registrando a infância brasileira. No site Território do Brincar você pode encontrar conteúdos e registros desse trabalho.

 

 

Postado em Criança e Natureza, Palavra de... especialista, Tempo, Espaço e Materiais | Tags , , | 6 Comentários