Arquivo mensal: agosto de 2016

Pauta do Olhar: os campos de experiências e a singularidade

Refletir, repensar os mesmos assuntos e enfatizar alguns aspectos para orientar uma prática pedagógica que garanta sempre as vias de mão dupla. Paulo Freire afirmava que quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender. O que estamos aprendendo no momento em que estamos ensinando? Estamos ensinando prevendo respostas certas? Ou estamos ensinando de forma aberta, concedendo tempo e liberdade para as crianças expressarem seus modos singulares de se desenvolver?

imagem para materia do site SEE_ BASE NACIONAL COMUM CURRICULARNesse sentido, achamos que somos chatas e repetitivas porque estamos retomando os Campos de Experiências e a forma como foram abordados os desenvolvimentos das crianças pequenas na 2a versão da BNCC (Base Nacional Comum Curricular).

O Tempo de Creche acredita na importância e necessidade de ampliar o repertório dos seus educadores-leitores, respeitando e balizando os conteúdos pelas diretrizes e documentos nacionais do MEC. Mas não podemos valorizar aquilo que parece fugir do razoável! Assim, não concordamos com a forma como os campos de experiências da segunda versão foram estruturados. Continue lendo..

Postado em Campos de Experiências, Registros e Documentação | Tags , , , , | 2 Comentários

O Começo da Vida: um filme sobre infância para encantar e refletir

BebêO que a ciência nos fala sobre a importância dos primeiros 1000 dias do ser humano? Como são os laços de amor e cuidado em torno das crianças da nossa sociedade? Não perca a oportunidade de se apaixonar, se informar, sorrir e chorar com o documentário O Começo da Vida. Aproveite as reflexões da Claudia Siqueira, diretora do Instituto Sidarta, e da equipe do Tempo de Creche, para despertar, discutir e se aprofundar sobre os conteúdos do filme.

Participamos de um “cine debate” sobre o filme O Começo da Vida, a convite do Instituto Sidarta, em Cotia, SP. O sensível filme da diretora Estela Renner nos atravessa. Nas falas de pais, especialistas em Neurociências, economistas, jornalistas, educadores e pesquisadores da Infância, a poesia enche o coração e toca fundo na vontade de refletir e repensar as nossas relações com as crianças até os 1000 dias. Continue lendo..

Postado em Coordenador e Gestor, Desenvolvimento Infantil | Tags , , , , , , , , , | 4 Comentários

Sobre a postagem Um tratado sobre o TANQUE DE AREIA

Ao ler a postagem Um tratado sobre o Tanque de areia, uma mãe, leitora do Tempo de Creche,  consultou a equipe do blog para saber a maneira correta de promover a desinfecção da areia e a forma de aplicar o hipoclorito de sódio. Ela quer fazer um tanque em casa para seu filho aproveitar os benefícios das brincadeiras e pesquisas que a areia pode propiciar.

brincadeira com areia Agradecemos a consulta e percebemos que, de fato, esta informação não foi fornecida quando abordamos os cuidados que os adultos devem ter com o manejo e manutenção do tanque.

Assim, acrescentamos as informações para realizar a desinfecção e convidamos todos nossos leitores, famílias, diretores e coordenadores, a acessarem a postagem Um tratado sobre o Tanque de areia para complementar a informação e relembrar a importância desse recurso na educação das crianças pequenas.

Equipe do Tempo de Creche

Postado em Chamadas no Facebook | Tags , , | Clique para deixar um comentário!

Educação nos três primeiros anos

Zero a três anos de idade não é só uma questão de idade. É abordar os principais anos da formação de todos os seres humanos. É neste período que as experiências e descobertas são levadas para toda a vida.

Converso Assessoria Pedagógica e Ateliê Arte, Educação e Movimento apresentam uma jornada com oportunidades para se debruçar sobre este período, com o olhar fundamentado na abordagem de Emmi Pikler.

A proposta contempla ciclos de estudos com três encontros cada, um curso semestral e uma palestra.

crianças comendo

O Ciclo sobre Alimentação, que inicia em 15 de setembro, envolve o planejar cuidadoso dos momentos de alimentação das crianças, compreendendo-os como parte de ações intencionais de educação, que demandam tempo, espaço e organização especial. A alimentação das crianças pequenas vai além da satisfação das suas necessidades básicas de subsistência. A hora da comida está repleta de significados afetivos, sociais e culturais que construímos na relação com o outro, seja ele o cuidador ou companheiro de mesa. Continue lendo..

Postado em Acontece | Tags , , , , , | Clique para deixar um comentário!

25 de agosto é Dia da Educação Infantil

Desde 25 de agosto 2012 comemora-se oficialmente o Dia Nacional da Educação Infantil. A data é uma homenagem ao nascimento da fundadora da Pastoral da Criança, a médica Zilda Arns, falecida em 2010 em um terremoto no Haiti. A criação da data tinha como objetivo levantar debates sobre a qualidade da educação para a primeira infância. 

 

Cartão Face Dia da Educação Infantil 2

Postado em Acontece | Tags , | 1 Comentário

25 DE AGOSTO É DIA DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Desde 25 de agosto 2012 comemora-se oficialmente o Dia Nacional da Educação Infantil. A data é uma homenagem ao nascimento da fundadora da Pastoral da Criança, a médica Zilda Arns, falecida em 2010 em um terremoto no Haiti. A criação da data tinha como objetivo levantar debates sobre a qualidade da educação para a primeira infância. 

Cartão Face Dia da Educação Infantil

 

Postado em Acontece | Tags , | Clique para deixar um comentário!

Registrar todos os momentos do dia e ainda refletir… será?

Identificamos uma angústia nos professores que os paralisa e bloqueia o exercício do registro: é preciso registrar e refletir sobre todos os momentos e todas as crianças? Como é possível observar, anotar e fotografar quando precisamos estar atentos ao desenvolvimento da proposta, à mediação, ao cuidado e sem deixar de lado os interesses individuais? O que dizer então sobre o número exagerado de crianças pequenas nas turmas de Educação Infantil? Finalmente, como desviar a atenção dos pequenos que sempre se sobressaem ou monopolizam nossa cota de cuidados?

imagem 2 observação e registro

Não são poucos os motivos que justificam as angústias de ter que se transformar num super-professor com poderes extraordinários! Mas não temos superpoderes… Por isso, o caminho é o foco!  Como assim?

Continue lendo..

Postado em Coordenador e Gestor, Registros e Documentação | Tags , , , , , , | 4 Comentários

A Virada Educação 2016

Como provocar novas apropriações de um território em direção à construção coletiva de uma comunidade mais conectada?
Como perceber o aprender e o ensinar espalhados por todos os lugares.
A Virada Educação tem esse objetivo! Um projeto que começou em 2014, no centro da cidade de São Paulo.

Virada educação 2016Ainda dá tempo de aproveitar várias atividades que estão acontecendo em algumas cidades como São Paulo, Porto Alegre e Salvador.
Mesmo já tendo começado ontem, 17/08/16 a programação de amanhã e sábado [19 e 20] está superinteressante!

Acesse o site da programação da VIRADA EDUCAÇÃO 2016 e aproveite!

Conforme a divulgação, depois de meses de preparação, a Virada Educação conta com um ou mais dias de celebração, repletos de atividades para ocupar os territórios criativamente. As ações são organizadas em quatro categorias:

Virada educação 2016 DialogosDIÁLOGOS
Rodas de conversas para aproximar a escuta sobre questões essenciais da educação e nossas relações.

 

EXIBIÇÕESVirada educação 2016 Exibições
Exibições de filmes, peças teatrais, mostra de fotografias, música e muito mais.

 

Virada educação 2016 IntervençõesINTERVENÇÕES
Ações artísticas que deslocam o espaço, as pessoas e criam um movimento próprio.

 

TRILHAS E OFICINASVirada educação 2016 Trilhas e Oficinas
Atividades que promovem o aprendizado por meio de situações práticas e conectadas ao território.

 

Postado em Acontece | Tags | Clique para deixar um comentário!

Crianças e histórias infantis. Aprendem? Como e por quê?

Com o início do semestre temos uma ótima oportunidade de fazer uma revisão nos materiais de utilização constante pelas crianças como os livros da biblioteca. É parte do processo de introdução ou ampliação dos temas de interesse das crianças a seleção de livros que ficarão à disposição dos pequenos durante certo período. É o fortalecimento da relação crianças e histórias.

Mas como escolher? Histórias fantásticas, de animais ou descrições da realidade?crianças lendo 3

Pesquisadoras Caren M. Walker, Alison Gopnik [da Universidade da Califórnia, Berkeley] e Patricia A. Ganea [da Universidade de Toronto], em estudo recente publicado no periódico científico Child Development, enfatizam a importância das diferentes oportunidades para as crianças de aprenderem informações que elas não podem experimentar diretamente – especialmente no que diz respeito a fenômenos não observáveis, por meio da leitura de ficção.

Sabemos que as histórias nos ajudam, desde muito cedo, a compreender o mundo que nos cerca, mas como isso funciona? É também assim que as crianças aprendem com as histórias infantis? Mas como e por quê?

crianças lendo

Continue lendo..

Postado em Campos de Experiências, Linguagens Expressivas | Tags , , , , , , , , , , , , , | Clique para deixar um comentário!

Escola: educativa para crianças e professores

Uma situação desperta atenção em diversas instituições de educação: a solidão do trabalho do professor. Entrar na sala no começo do dia, olhar para o espaço, antecipar os afazeres com as crianças, as questões burocráticas, a arrumação do ambiente e o encaminhamento das ações pedagógicas. Quase todos os dias! Esse voo solitário é parte do trabalho do educador. Mas é só parte! Porque o espaço da escola é educativo: para crianças e professores! É preciso crescer profissionalmente.

Defendemos que a aprendizagem acontece na relação. É a construção dos vínculos que estabelece os canais para observar, agir e promover aprendizagens. E procuramos fazer tudo isso todos os dias… com o outro! Com as crianças, com as famílias e com a comunidade. E quanto a nós mesmos? Quais são os canais que nos fazem crescer profissionalmente? Quais são as oportunidades que nos expõe à aprendizagem? E não vale responder que aprendemos todos os dias com as crianças, com a nossa prática, blá! blá! blá! Essa é uma das formas, mas não deve ser a única.

corredor escolar portas abertasAssim como planejamos tempo, espaço e materiais para que as crianças aprendam autonomamente, com os adultos e umas com as outras, estamos preparados e abertos para aprender com os educadores da nossa equipe? Estamos abertos para aquele profissional que está na sala ao lado e que não necessariamente temos afinidade pessoal?

Continue lendo..

Postado em Coordenador e Gestor, Postura do Professor | Clique para deixar um comentário!