Brincar com tablets e celulares é aprendizado para crianças pequenas?

Matéria no Estado de S. Paulo acesso das criancas à tablets e celulares

Matéria no Estado de S. Paulo

Um artigo no jornal Estado de São Paulo de hoje faz pensar que esses “brinquedos” não são indicados para crianças até 2 anos. E para as mais velhas, a brincadeira não deve passar de 2 horas por dia.

Quando pensamos em internet e tecnologia, logo ficamos alerta com relação aos conteúdos, com os assuntos e informações que chegam até as crianças: será que são apropriados? São adequados à faixa etária? Mas além dessa questão, a Academia Americana de Pediatria está de olho na própria exposição dos pequenos à tecnologia e recomenda que até 2 anos elas não utilizem computadores, tablets e celulares.

O psicólogo André Trindade sugeriu que as habilidades motoras e a postura ficam prejudicadas “enquanto as mãos e o olhar estão presos em um tablete por horas a fio”. O educador Kim John Payne alerta que o cérebro da criança já tem muito trabalho decifrando o mundo, envolvidas num processo de descoberta, e os estímulos dos aparelhos são uma sobrecarga negativa.
Mas não significa deixar as crianças isoladas do mundo de hoje! Os aparelhos podem estar presentes nos momentos de lazer, mas com moderação.
Talvez esse assunto seja um bom tópico para ser levado a um encontro com os pais. Alertar que entregar tablets e celulares ou ligar a televisão quando a criança vai se alimentar, brincar, ou dar para elas “se divertirem” porque sabemos que vão ficar envolvidas e não “dar trabalho”, são formas de privá-las de criatividade, descobertas, reconhecimento do mundo à sua volta … e da comida também!

Balão Para Saber MaisLeia também os posts Falta de uso do corpo e os problemas de ansiedade e Aprendizagens dos movimentos

Postado em Brincar e Aprender e tags , , , , . Marcado com permalink.

2 Comentários para Brincar com tablets e celulares é aprendizado para crianças pequenas?

  1. Luciano diz:

    Obrigado pela dica! E muito interessante ver que ela vem de alguma referência.
    Continuem com o belo trabalho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *