Planejamento da Educação Infantil: 10 reflexões para as creches

Planejamento da Educação Infantil reunião e momentos

É hora de aproveitar para refletir!

As reuniões pedagógicas para elaboração do planejamento da Educação Infantil de 2015 podem incluir uma reflexão sobre as crenças da creche, partilhar e ratificar com todos da equipe os princípios repensados e assumidos pela instituição.

Sugerimos então algumas propostas para refletir que podem servir de base para pesquisas, discussões interessantes entre a equipe, avaliação dos desenvolvimentos de 2014 e construção de conteúdos para elaboração do Planejamento de 2015 e do Projeto Político Pedagógico.

São 10 afirmações que dão muito pano pra manga e incentivam os educadores a sair do piloto automático!

1. A língua da criança é o brincar. Para falar com a criança na sua língua o adulto deve ser lúdico. Isto é acreditar que, para a criança TODA A ROTINA é um brincar que, a cada momento do dia vai “transformando” uma brincadeira em outra.

 2. Educação Infantil se desenvolve a partir do brincar mediado pelo adulto. Isso é dizer que o brincar é para a criança; observar, acompanhar e entrar na brincadeira para ampliar e favorecer as experiências é função do educador.

3. No faz de conta a criança aprende sobre o próprio corpo, a se relacionar, a controlar suas reações e a criar. Mergulhar nas situações que o faz de conta proporciona favorece a experimentação lúdica de relações, resolução de conflitos, pesquisas e exercício de criatividade.

4. A infância possui uma cultura própria e, portanto, a criança é a criadora dessa cultura. A Educação Infantil deve considerar e valorizar esta cultura porque cada criança traz consigo uma bagagem de conhecimentos, gostos e experiências que adquiriu com sua família e sua comunidade. Essa bagagem combinada à natureza brincante da infância é a base dessa cultura infantil.

5. É fazendo que a criança aprende: aprende a se conhecer, a respeitar o outro, a valorizar o trabalho e, assim, se formar como um cidadão. A Rotina da Educação Infantil deve ser a plataforma desse aprendizado, sem minimizar as potencialidades das crianças e fornecendo situações práticas para esse aprendizado. E isso é aprender a autonomia (auto= próprio; nomia= regra), num processo construído com as oportunidades de escolhas que as crianças fazem.

 6. A criança vive as situações como um todo. Na Educação Infantil não é possível separar as vivências e os aprendizados. As crianças embarcam nos momentos do dia por inteiro. Elas não percebem se estão aprendendo linguagem, noções de matemática, exercitando o corpo, limpando o ambiente, plantando ou lavando as mãos porque, no seu universo, todas as vivências são brincadeiras.

 7. A Rotina deve oferecer referência, segurança e organização, sem se contrapor ao ritmo, aos movimentos e ao encanto.  Pensando assim, a Rotina é uma referência, um porto seguro para as crianças sempre se encontrarem no tempo e no espaço da creche.

8. Repensar a Rotina como uma sequência de momentos lúdicos de aprendizagem, flexível, construída a partir dos interesses e pesquisas demonstradas pelas crianças. Como a própria natureza infantil, a Rotina não pode ser amarrada e rígida. A brincadeira e a imaginação caminham livremente e podem conduzir a aprendizados muito importantes – base de toda a Educação Infantil. Assim, se as crianças estiverem, por exemplo, no momento de pátio e “descobrirem” um fenômeno importante, a hora do suco, que viria em seguida, talvez pudesse acontecer no próprio pátio, valorizando assim o momento de pesquisa e aprendizado das crianças.

9. O uso de materiais de largo alcance (não estruturados) amplia as brincadeiras e instiga o faz de conta. Sucatas, elementos da natureza e objetos de uso diário (caixas de todos os tipos, canos, tocos de madeira, garrafas pet, latas, folhas, gravetos, terra, pedras, reuso de utensílios de cozinha, baldes, bacias e muitos etc.s!), ao contrário dos brinquedos estruturados, não trazem consigo um rótulo de como brincar. Assim, instigam a criatividade, ampliam as possibilidades plásticas, as experiências, a invenção e enriquecem o faz de conta (matéria prima do desenvolvimento da infância).

10. O Educador, na construção da Rotina, enriquece e aprofunda os interesses da criança, instigando e desafiando com novos materiais e situações. Ao entender a Rotina como uma referência, uma base para construir com as crianças as vivências e aprendizados, o educador pode ouvir e valorizar as propostas das crianças, preparando os espaços e os materiais para viabilizar o aprofundamento destas propostas.

Balão Para Saber MaisAcesse o post Planejamento da Educação Infantil 2015 para encontrar mais conteúdos sobre este tema.

Postado em Postura do Professor e tags , , , . Marcado com permalink.

15 Comentários para Planejamento da Educação Infantil: 10 reflexões para as creches

  1. Jadilma diz:

    Estou na Coordenação este ano. Ainda tenho algumas dúvidas sobre que assunto tratar nos HTPCS. Poderiam me dar algumas sugestões?

    • Olá, Jadilma. Obrigada pelo retorno. A postagem que você leu (Planejamento da Educação Infantil), a ajudou a planejar as reuniões com os professores? Para ampliar a reflexão sugerimos as seguintes postagens: – Anamnese Cultural das famílias: identidade e afeto, para conhecer as famílias das crianças; – Avaliação PARA a aprendizagem e não DA aprendizagem, para refletir sobre o que avaliar; – Coordenador-formador e seus professores-alunos, pensa a relação do coordenador e sua equipe;
      Outras leituras são: – Coordenador: roteiro de ações e formação de educadores, – Curiosidade e pedagogia da investigação: caminhos para 2017 e – O currículo integral e formação de professores na Educação Infantil. Publicamos, também, várias postagens sobre planejamento e desenvolvimento da criança. Aguardamos suas questões e sugestões. Abraço

  2. mayara diz:

    Olá, adoro ler as matérias do blog!!
    elas falam exatamente, sobre esta nova ideia de educação infantil!

  3. Geise Martins diz:

    Corrigindo o meu e-mail

    • Olá, Geise!
      Obrigada pelo retorno. Em relação ao seu pedido de ajuda, gostaríamos de saber mais sobre os seus desejos e necessidades.
      Quanto às nossas postagens sobre os bebês, sugerimos a leitura destas:
       Atividade para bebês: aprendizados com Jogo Heurístico e Cesto de Tesouros
       Atividades para bebês: Caixas Temáticas
       Educação nos três primeiros anos
       Primeiro dia na creche: um olhar novo de tudo
      Abraço.

  4. Geise Martins diz:

    Olá, boa noite!
    Sou professora na Educação Infantil, esse ano irei trabalhar com duas turmas, uma de 1 ano e outra de 2 anos. Gostaria muito de ajuda para essas idades.
    Grata
    Geise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *