Arroz para brincar

Proposta com arroz 2O tanque de areia está lá molhado, abandonado e as crianças estão com cara de tristeza? Sua escola não tem tanque de areia? Substitua por bandejas com arroz! A riqueza das experiências com a areia na área externa não é suprida, mas o arroz cru favorece outros desafios. Para as crianças muito pequenas é uma forma de introduzir as brincadeiras de encher, esvaziar e transferir sem se preocupar com o desejo de levar tudo à boca.

Como organizar esta proposta?

  • Selecionar potes, copos, canecas, pratos e bacias de tamanhos variados. Garrafas pet e de leite podem ser cortadas e se transformar em potes, pás e funis.
  • Separar colheres e conchas de metal, plástico e madeira, com diversos tamanhos e formatos.
  • Proposta com arroz GrupoBandejas plásticas rasas, aquelas utilizadas para alimentos, são ótimas para fazer as vezes do tanque de arroz. Se não estiverem disponíveis, utilizar bacias. O número de bandejas depende do tamanho e da quantidade de crianças. É bom imaginar que provavelmente os pequenos se acomodarão em torno das bandejas com o arroz para brincar.
  • Para turmas de até 15 crianças entre 12 e 24 meses, 2 kg de arroz são suficientes. Para grupos maiores ou crianças acima dessa idade, é recomendável aumentar a quantidade.
  • Uma lona plástica ajuda na hora de arrumar a sala e dar sequência à rotina. Se utilizar, não esquecer de colar o plástico no chão com fita crepe para evitar tropeços e tombos. Depois de limpas as lonas podem ser reaproveitadas em outras propostas.

Proposta com arroz materiaisAs crianças compreendem a brincadeira e dispensam instruções quando encontram o ambiente esteticamente organizado e convidativo. Algumas avançam ávidas por explorar, outras observam de longe pensando sobre os modos de interagir e outras esperam os amigos agirem para se inspirarem. Seja qual for o modo de se aproximar e brincar, as crianças vão inventar jeitos de acordo com suas experiências e habilidades:

  • mergulham as mãos e percebem as texturas,
  • tentam agarrar os pequenos grãos,
  • Procuram pegar com as colheres,
  • transferem de um lugar para o outro,
  • batem, sacodem e atiram,
  • brincam de fazer comidinha,
  • levam à boca e às vezes comem.

Proposta com arroz

Reserve uma hora ou mais para a proposta porque os pequenos adoram!

Na hora de encerrar, pequenas vassourinhas e pás convidam o grupo a mudar de brincadeira e a ajudar a arrumar. Sem chororô ou frustração porque a brincadeira só mudou!

Proposta com arroz Limpeza

Proposta com arroz 1Prepare-se para registrar momentos por meio de fotos e anotações. Muitas dicas poderão surgir a respeito das habilidades conquistadas, demandas e necessidades, interesses e possibilidades para variar e ampliar a proposta:

  • Como as crianças entraram na brincadeira?
  • Quais foram as ações mais observadas?
  • Quais habilidades estão apresentando?
  • Quais habilidades precisam ser mais trabalhadas?
  • Que perguntas surgiram? (no caso de crianças maiores)
  • Como se relacionaram com o professor e com as outras crianças? Brincam juntas, lado a lado ou sozinhas?

Possibilidades de ampliação

Proposta com areiaUtilizar outros grãos e sementes como cores, formatos e tamanhos diferentes (não tóxicos), colorir o arroz com corante alimentício (sacudindo num saco fechado e depois deixando secar), preparar areia da lua para brincar com os mesmos utensílios e recursos (areia da lua é uma mistura de areia peneirada, amido de milho e óleo que molda e é mais fácil de limpar porque não gruda. Para mais informações leia a postagem Três dicas de materiais inusitados e uma para ajudar na bagunça

No final, é só recolher a lona plástica com o arroz espalhado e varrer o que ficou no chão. Se o arroz não estiver muito sujo, é só peneirar para tirar as sujidades e guardar para usar novamente. Pronto! Tudo organizado… e muita brincadeira brincada.

 

Postado em Planejamentos e Atividades e tags , , . Marcado com permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *