Arquivo da tag: atividade de férias creche

Mandalas para inspirar as férias

O universo é composto por formas.
As crianças são sensíveis a essas formas e ficam intrigadas com a regularidade das margaridas, com as nervuras das folhas e com a imprevisibilidade das pedras encontradas pelo caminho. Algumas são harmoniosas e pertencem à cultura de diversos povos. As mandalas são um exemplo da manifestação de um universo estético que atravessa a história da humanidade. Mandalas são composições quase instintivas, construídas com naturalidade pelas crianças.

mandala elementos naturais

Que tal aproveitar as férias, experimentar trazer as mandalas para as crianças e acompanhar os percursos do grupo ao se inspirar nessa estética milenar?

imagens mandalasFolhas, pedras, pequenos gravetos, sementes, pinhas, flores e pétalas podem inspirar as construções circulares concêntricas. Uma campanha que envolva as famílias pode acumular os materiais para experimentar a construção de mandalas com elementos da natureza e de reciclagem.

Pequenos objetos coloridos e sucatas também promovem experiências interessantes para elaborar as mandalas. Coletar tampas variadas de garrafas, palitos de sorvete, peças de jogos de montar, formas recortadas de papeis e cartões diversos, CDs descartados, sempre em quantidade suficiente para favorecer a repetição dos elementos nas mandalas. Dependendo da faixa etária, botões coloridos ampliam as experiências.

Inspire a turma! Leve imagens de mandalas para a sala, saia no jardim para buscar as formas redondas das flores, teias de aranha e até da íris dos olhos, ou pesquise imagens na internet junto com as crianças. Se a instituição contar com retroprojetor ou Datashow, projete imagens imensas na parede!

construção de mandalas

A partir dessa provocação, passe para a prática. Organize um ambiente propositor com os elementos selecionados para a construção das mandalas. Com as crianças menores essa proposta deve iniciar individualmente. Com os maiores, pode-se propor a elaboração de mandalas coletivas, depois que também experimentarem um individual.

Observe as crianças que se interessaram pela proposta e comece a focar nelas para que esse movimento contamine as outras crianças da turma. Se perceber que as crianças não organizam os elementos em formatos circulares, é possível estimular essa pesquisa oferecendo suportes redondos, como cartolinas recortadas, bambolês e até fazendo um risco na terra ou na areia do pátio. Outra estratégia pode ser entregar folhas de papel com um ou mais círculos concêntricos e dar espaço para a criatividade.mandalas em pratos de areia

Os elementos das mandalas podem ser colados ou, conforme as culturas orientais, podem ser efêmeras, isto é, durar até serem desmanchadas. Um movimento artístico chamado Land Art propõe intervenções na natureza que utilizam  elementos naturais e compões obras que são eternizadas somente pelo registro fotográfico ou em vídeo.

imagens Andrew Goldsworthy

As crianças podem passar mais de um dia na pesquisa e elaboração das construções. Assim reserve um espaço que possa manter as mandalas em construção sem interferir na movimentação da turma. Acompanhe os desejos das crianças e percorra com elas essa cultura ancestral.

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

PARA SABER MAIS…

 Leia mais sobre esse tema nas postagens:

Pinceis da natureza: experimentando um mundo de texturas, formas e cores
A descoberta do vento – parte 1
A descoberta do vento – parte 2
Uma conversa com Anna Marie Holm: arte, natureza e a poesia da infância

→ O artista Andy Goldsworthy geralmente utiliza materiais naturais, incluindo flores de cores vivas, caramujos, folhas, lamas, pinhas, neve, pedras, galhos e espinhos. É escultor, fotógrafo e ambientalista britânico.

→ Bibliografia: Mandalas: formas que representam a harmonia do cosmos e a energia divina, de Rüdiger Dahlke. Editora Pensamento.

Postado em Brincar e Aprender, Linguagens Expressivas | Tags , , , , , | 2 Comentários