Arquivo da tag: autonomia na infancia

Comunicado Feliz: uma proposta de parceria entre creche e família

Crianças pequenas pensam diferente.
Esse fato deve guiar a maneira como nos relacionamos com elas e como pensamos junto com as famílias os jeitos de cuidar e educar.
engrossadores de cabos Tecnologia AssistivaAs crianças pequenas estão crescendo e amadurecendo. Assim também amadurece seu sistema nervoso e o cérebro. Até os dois anos de idade, esse processo é tão potente que em nenhum outro momento da vida o cérebro será tão ansioso por aprender. E isso não é apenas uma crença ou uma hipótese. Muitos neurocientistas mapearam as funções cerebrais dos pequenos e descobriram que esse desejo de conhecer e aprender o mundo que os cerca é um impulso fisiológico que os comanda 24 horas do dia e sete dias por semana.
As conquistas a cada etapa desse amadurecimento fisiológico e emocional já foram identificadas por vários estudiosos, como Piaget e, hoje, são explicadas pela neurociência.
O que fazemos com as crianças na creche e em casa é compreendido por elas mesmas como uma sequência de ações sem a diferenciação de contexto, vivendo o dia como uma continuidade. Não existe ocorrência de um ritmo de desenvolvimento desconectado: escola e família são ambientes inteiramente ligados nas pequenas cabeças pensantes. Assim, questões de aprendizagem que se refletem nos dois ambientes precisam ser pensadas e trabalhadas em conjunto. Continue lendo..

Postado em Coordenação e Gestão | Tags , , , , , | Clique para deixar um comentário!

Therezita Pagani e a criança na pesquisa manual, corporal e sensorial.

No filme Semente do Nosso Quintal, de Fernanda Heinz Figueiredo e no livro De volta ao Quintal Mágico, da jornalista Dulcilia Buitoni, fica muito claro toda a preocupação da educadora Therezita Pagani com a liberdade do brincar da criança.  Tempo de Creche conversou com Therezita durante o Ciranda de Filmes 2015.

Tempo de Creche – Quando apresentamos seu trabalho durante as formações, marca muito as educadoras a questão da liberdade e da autonomia que as crianças da Te-Arte tem ao escolher as brincadeiras, os materiais, conviver com as diferentes idades e a estrutura de não amarrar as crianças em turmas. Você pode falar sobre essa crença?

TherezitaTheresita – Eu acredito neste simples.

Toda a criança não nasce sozinha. Ela nasce em uma família, que pode ser lúdica, pode não ser lúdica, mas ela tem como essência a necessidade de pesquisa manual, corporal e sensorial o tempo inteiro.

Continue lendo..

Postado em Campos de Experiências, Palavra da prática | Tags , , , , , , | Clique para deixar um comentário!