Arquivo da tag: planejamento de férias

Mandalas para inspirar as férias

O universo é composto por formas.
As crianças são sensíveis a essas formas e ficam intrigadas com a regularidade das margaridas, com as nervuras das folhas e com a imprevisibilidade das pedras encontradas pelo caminho. Algumas são harmoniosas e pertencem à cultura de diversos povos. As mandalas são um exemplo da manifestação de um universo estético que atravessa a história da humanidade. Mandalas são composições quase instintivas, construídas com naturalidade pelas crianças.

mandala elementos naturais

Que tal aproveitar as férias, experimentar trazer as mandalas para as crianças e acompanhar os percursos do grupo ao se inspirar nessa estética milenar?

imagens mandalasFolhas, pedras, pequenos gravetos, sementes, pinhas, flores e pétalas podem inspirar as construções circulares concêntricas. Uma campanha que envolva as famílias pode acumular os materiais para experimentar a construção de mandalas com elementos da natureza e de reciclagem.

Pequenos objetos coloridos e sucatas também promovem experiências interessantes para elaborar as mandalas. Coletar tampas variadas de garrafas, palitos de sorvete, peças de jogos de montar, formas recortadas de papeis e cartões diversos, CDs descartados, sempre em quantidade suficiente para favorecer a repetição dos elementos nas mandalas. Dependendo da faixa etária, botões coloridos ampliam as experiências.

Inspire a turma! Leve imagens de mandalas para a sala, saia no jardim para buscar as formas redondas das flores, teias de aranha e até da íris dos olhos, ou pesquise imagens na internet junto com as crianças. Se a instituição contar com retroprojetor ou Datashow, projete imagens imensas na parede!

construção de mandalas

A partir dessa provocação, passe para a prática. Organize um ambiente propositor com os elementos selecionados para a construção das mandalas. Com as crianças menores essa proposta deve iniciar individualmente. Com os maiores, pode-se propor a elaboração de mandalas coletivas, depois que também experimentarem um individual.

Observe as crianças que se interessaram pela proposta e comece a focar nelas para que esse movimento contamine as outras crianças da turma. Se perceber que as crianças não organizam os elementos em formatos circulares, é possível estimular essa pesquisa oferecendo suportes redondos, como cartolinas recortadas, bambolês e até fazendo um risco na terra ou na areia do pátio. Outra estratégia pode ser entregar folhas de papel com um ou mais círculos concêntricos e dar espaço para a criatividade.mandalas em pratos de areia

Os elementos das mandalas podem ser colados ou, conforme as culturas orientais, podem ser efêmeras, isto é, durar até serem desmanchadas. Um movimento artístico chamado Land Art propõe intervenções na natureza que utilizam  elementos naturais e compões obras que são eternizadas somente pelo registro fotográfico ou em vídeo.

imagens Andrew Goldsworthy

As crianças podem passar mais de um dia na pesquisa e elaboração das construções. Assim reserve um espaço que possa manter as mandalas em construção sem interferir na movimentação da turma. Acompanhe os desejos das crianças e percorra com elas essa cultura ancestral.

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

PARA SABER MAIS…

 Leia mais sobre esse tema nas postagens:

Pinceis da natureza: experimentando um mundo de texturas, formas e cores
A descoberta do vento – parte 1
A descoberta do vento – parte 2
Uma conversa com Anna Marie Holm: arte, natureza e a poesia da infância

→ O artista Andy Goldsworthy geralmente utiliza materiais naturais, incluindo flores de cores vivas, caramujos, folhas, lamas, pinhas, neve, pedras, galhos e espinhos. É escultor, fotógrafo e ambientalista britânico.

→ Bibliografia: Mandalas: formas que representam a harmonia do cosmos e a energia divina, de Rüdiger Dahlke. Editora Pensamento.

Postado em Brincar e Aprender, Linguagens Expressivas | Tags , , , , , | 2 Comentários

Férias, peneiras e brincadeiras para aprender!

bebê com peneiraPeneiras são mágicas!
Seguram alguns materiais e deixam outros escapar!
Fazem água virar tempestade e ainda servem para brincar de pescar!
Ver a areia chover pela telinha é um encanto!
Se agitar, tudo passa mais rápido. Se ficar parado, nada acontece!
Mesmo grandes, não conseguem tampar a luz e nem impedem o vento!
Mas… como lidar com elas?
Peneiras são uma boa dica para começar um projeto de férias.

Uma boa variedade de peneiras pode se transformar num brinquedo divertido, curioso e desafiador para crianças de todas as faixas etárias.

Nas férias muitas instituições formam turmas multisseriadas e, às vezes, os professores têm dificuldade de planejar propostas atraentes para toda a turma. Nesse sentido, as peneiras são objetos interessantes e pesquisados por bebês e crianças maiores. Por isso, um conjunto de peneiras pode ser uma mão na roda para promover brincadeiras e aprendizagens nas férias. Continue lendo..

Postado em Brincar e Aprender, Planejamentos e Atividades | Tags , , , , , , | 3 Comentários

Espírito de férias na brincadeira

Os meses de férias têm uma atmosfera diferente. Sentimos no ar uma mudança no espírito. Parece que o sol brilha mais (mesmo nos dias de chuva e frio!) e a vontade de brincar e alterar a rotina é grande. Essa disposição contamina os pequenos e continua nos primeiros dias do retorno à creche.

Transformar a rotina numa gostosa aventura de férias traz alegria e compensa um pouco a falta de férias das crianças cujos pais trabalham.

Como o número de crianças ainda é reduzido e as faixas etárias diversas, o planejamento pode ser mais brincante e recreativo. Propostas como piqueniques, pequenos passeios no entorno e o uso de materiais e técnicas mais adequadas a pequenos grupos são ideias interessantes. Vale, também, proporcionar atividades sem tempo rígido para terminar, escolhendo aquela que as crianças mais gostam…

Então, está pensando algo diferente para fazer com as crianças durante o mês de julho?

A mudança nas atividades rotineiras envolve as crianças numa aventura e enriquece as pesquisas e as relações. Por que não prolongar essa sensação por mais um tempo e “avançar” em agosto?

As dicas propostas procuram se nutrir da iniciativa e curiosidade infantil. Deste modo, brincar de faz de conta – de casinha, de ir ao supermercado ou a uma festa; colecionar objetos e separá-los em caixas; contar histórias, ouvir poemas etc. traduzem esse interesse.

Experimente! Continue lendo..

Postado em Brincar e Aprender, Tempo, Espaço e Materiais | Tags , , , , , , , , , , | 6 Comentários