Água para brincar, acolher e pesquisar

Crianças são formadas num ambiente aquático. O líquido amniótico é uma piscina que banha o bebezinho durante os 9 meses de gestação. Então a água é a casa da criança por muito tempo. Naturalmente a sua ligação com esse elemento é estrutural. Crianças até dois anos são formadas por 75 a 80% de água, enquanto nós, adultos, temos 70 a 75% deste elemento em nossa constituição.

Portanto, a água é conhecida dos pequenos. Ela traz uma memória corporal que ficou registrada em seus primórdios. Água faz parte de seu universo, interessa e desafia. Água é íntima, acalma e acolhe.

Quer elemento melhor para acolher as acrianças na chegada ao mundo novo que é a escola depois das férias?

Use a água e todo o seu potencial de propostas nessa época de calor e adaptação:

Bacias, banheirinhas e outros recipientes amplos

Bebês e a água2

De acordo com o número de crianças da turma, coloque os recipientes preenchidos com aproximadamente 10 cm de água. Disponha as bacias com distância apropriada para permitir a movimentação dos pequenos. Diminua a roupa: tirar camisetas, meias, sapatos e até a calça/short. Permita tempo suficiente para a experiência. Enquanto os pequenos não se cansarem de aproveitar a água, vai ser difícil encerrar a brincadeira… é muita diversão e aprendizagem!

Águas coloridasÁguas coloridas

Pesquise recipientes amplos, transparentes ou brancos, e coloque gotas de corante  alimentício para tingir levemente as águas. Prepare o ambiente, de preferência externo, reduza as vestimentas das crianças e pense na estética da organização do espaço. Isso convidará os pequenos a experimentarem a água e as cores.

Transferências

Associe aos recipientes amplos com água, potinhos, colheres, conchas, peneiras, garrafas pet (perfuradas ou não), copos plásticos de diferentes tamanhos e aberturas e regadores.  Perceba como as crianças farão transporte, transferência, comparação, organização dos tamanhos e todas as relações possíveis com os materiais.

Lavagem de brinquedos e objetos diverso

Transferência 1Com os mesmos recipientes com água e mais esponjas, paninhos e sabonete (líquido ou em barra), separe objetos para serem lavados e colocados para secar. Organize o ambiente e prepare a vestimenta dos pequenos. É importante também reservar um espaço para as crianças colocarem os objetos lavados para secar. Não espere que os materiais sejam lavados uma só vez!

Bolhas de sabão

Que tal um momento para voar com as bolhas? Existem diversas maneiras de fazer bolhas Bolinhas de sabãode sabão: com aros pequenos, com formatos e cores variadas e com barbantes para fazer bolhas gigantes. É importante adequar o tamanho do instrumento/molde à abertura do recipiente com a mistura, pois o molde deve ser completamente mergulhado no líquido.

Uma receita básica que funciona é:

  • 2 partes de sabonete líquido ou detergente
  • 4 partes de água

Misturar bem.

OPCIONAL: 1 pitada de açúcar ou amido de milho ou, ainda, 1 parte de glucose/xarope de milho para engrossar a bolha e fazê-las durarem mais.

Misturar o ingrediente escolhido com a água. Acrescentar o detergente e misturar bem. Se possível, deixar a mistura descansar por um ou dois dias antes de usar. (veja o vídeo do Manual do Mundo para entender melhor)

Escolha um local apropriado para a brincadeira, pois a água com sabão pode danificar as plantas do jardim.

Tempos de chuva

Abertura video Brincando na Chuva

No verão o tempo está quente e uma chuva refrescante energiza, provoca sensações, desperta emoções e instiga a pesquisa. Prepare os pequenos para explorarem a chuva. No calor, tire o excesso de roupa, como meias e sapatos. Selecione alguns recipientes para coletar a chuva e, depois, estude com as crianças formas de utilização dessa água. Não resista ao chamado da natureza para que as crianças possam se inspirar em você e valorizar o que é natural.

Veja o vídeo da professora Mira, da Escola do Bairro, SP, explorando as poças formadas pela água da chuva sobre a lona do tanque de areia.

Bebês e a água 1

No período de acolhimento/adaptação, a situação tensa da chegada das crianças à água escola pode ser trabalhada com preparação de um ambiente organizado para a brincadeira com água. Planeje sua proposta e receba os pequenos com este desafio provocativo. Conte com a atração natural das crianças pela água e favoreça a brincadeira. Observe, registre e reflita para conhecer as crianças por meio dessa interação. Prepare uma documentação pedagógica para os pequenos se reconhecerem em momentos prazerosos na escola e compartilhar essa alegria com os pais. Mergulhe nessa aventura com sua turma!

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

Para saber mais…

Leia mais sobre adaptação, emoções e natureza nas postagens:

Postado em Criança e Natureza, Planejamentos e Atividades e tags , , , , , , . Marcado com permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *