Cultura da Festa Junina numa experiência de cores

Atividade arco íris festa junina

A origem da Festa Junina está ligada ao período da colheita dos alimentos nos campos de cultivo de todo o mundo. O solstício de inverno, ou o dia com a noite mais longa dos países do hemisfério Sul, determinou uma festa noturna e ao redor das fogueiras por conta do frio e do cozimento dos alimentos colhidos.

A história da humanidade foi associando essa festa às comemorações das diversas culturas. No Brasil ela está relacionada a São João, santo católico, a Xangô, nas religiões de influência africana e aos índios, nas brincadeiras de pular fogueiras em noites de saci e dias de coraci.  “Todos, na verdade, um só, santo sagrado e pagão. Solto no mundo com sua bandeira de dançarino, a serviço do Homem e de Deus.” (Antônio Carlos Madureira e Francisco Assis).

A festa é um ritual para a maioria das instituições de educação por pertencer ao ciclo de festas populares brasileiras e favorecer uma conexão com as raízes culturais. As vivências das músicas, das danças, do sabor dos alimentos e do clima da decoração despertam o imaginário de todos nós brasileiros e um sentimento de nação e povo.

Para que a festa seja significativa para as crianças elas devem ser incluídas na organização e no preparo, de forma individual e coletiva, de acordo com as possibilidades das faixas etárias.

Originalmente a festa junina é um evento coletivo, assim, favorecer a inclusão dos pais, familiares e comunidade estenderá seu caráter educativo, formativo e … festivo!

Para trazer a festa para as crianças, apresentar fotos e materiais utilizados no ano anterior pode ser uma forma de despertar nelas a familiaridade com o contexto e gerar uma participação significativa. Apresentar livros, imagens, vídeos e músicas também provocará interesse e assunto para que contribuam com sugestões e estejam motivados.

Discutir com a turma os enfeites da sala ou da creche, o tipo de chapéu ou adereço, as músicas preferidas para serem tocadas na festa e a coreografia da dança vai trabalhando aprendizados dos diversos campos de experiência e construindo o significado da festividade.

Outra característica da festa são os personagens. Bois, burrinhas, noivos, padres e outros até inventados pelas crianças também compõem o São João. Portanto, contar histórias com essa temática gerará repertório e aprendizado.

Neste post sugerimos atividade para contribuir com a decoração. Ela pode ser compartilhada com as crianças e adaptada a criatividade delas.

tabela festa junina 1

tabela festa junina 2

1. Explorar o tema e pintar

Despertar para a atividade

A introdução da Festa Junina pode acontecer a partir:

  • das fotos dos eventos dos anos anteriores,
  • momentos com músicas típicas,
  • narração de histórias com o tema,
  • apresentação de imagens e livros ilustrados com a celebração.

Quando sentir que as crianças “entraram no clima” você pode falar do arco-íris. Se tiver imagens e livros com a ilustração pode mostrar. Também pode apresentar uma espiga de milho, um amendoim na casca e um coco. Uma sugestão para a explicação do arco-íris e sua presença na festa pode ser:

O arco-íris se forma no céu depois das chuvas que molham as plantinhas na plantação do milho que comemos na festa. A gente come bolo, pipoca, curau e outros pratos gostosos, todos feitos com o milho.

Outros ritos associam o arco-íris à história de São João menino, na qual ele desce em um arco-íris, carregado por quatro anjos.

Apresente papeis coloridos e as figuras do arco-íris e deixe as crianças explorarem e criarem suas associações.

Explorar e descobrir

Depois que as crianças exploraram e falaram sobre as cores e as ilustrações você pode propor que façam arco-íris para enfeitar a festa junina.

Apresente as cartolinas cortadas em meios círculos e as tintas com as cores exploradas pelas crianças (4 ou cinco cores são suficientes!)

Você pode propor que todos comecem com a cor que ficará mais na pontinha e sugerir que pintem bem perto da beirinha do papel.

balão dicaMas sabemos que outras criações podem acontecer e fazem parte das experiências da infância, que afinal são o foco da atividade! E não se preocupe: o efeito será lindo porque será autêntico!

Continue apresentando as tintas e deixando as crianças aproveitarem o momento: pintar sobre um formato de meio círculo grande não acontece todo dia!

balão dicaPara o clima ficar mais estimulante você pode deixar as músicas de São João preferidas das crianças tocando.

Observe o que as crianças fazem e perceba como estão participando.

Quando perceber que as crianças terminaram a exploração, peça para que coloquem os trabalhos no local indicado para secar.

balão dicaVocê pode propor, em outro dia, que as crianças repitam a atividade para pintar o outro lado do cartão.

Acabando a brincadeira suavemente …

Para finalizar você pode aproveitar a música e fazer uma ciranda trazendo os elementos da quadrilha e vendo as respostas das crianças. Você pode repetir os movimentos criados por elas e também propor os movimentos típicos das quadrilhas.

dicas quadrilha

 

 

 

 

 

 

2. Finalizar o arco-íris

 Despertar para a atividade

Recolha com as crianças os arco-íris pintados. Pergunte se acham que está seco, se acharam bonitos e o que acham de enfeitar ainda mais.

Apresente as tiras coloridas cortadas e deixe que as crianças explorem desenrolando os rolinhos de crepom. Certamente elas acharão interessante descobrir até que tamanho cada rolinho pode chegar! Sair correndo com as fitas e perceber que elas voam fazendo uma dança no ar, também será uma sensação!

Explorar e descobrir

Depois que as crianças exploraram as fitas você pode perguntar se gostariam de usá-las para enfeitar o arco-íris. Você pode mostrar as imagens que já utilizou com elas e mostrar que o arco-íris também tem “tirinhas coloridas”.

Uma sugestão interessante seria aproveitar o momento para trabalhar os nomes das cores e a coordenação motora, propondo que “encontrem” as fitas de uma cor e, passando cola “na pontinha”, colem na base da pintura. Certamente algumas crianças que ainda não sabem o nome irão escolher as cores que a inspiração mandar! Mas, como já dissemos, isso faz parte da experiência!

Quando todas as fitas estiverem coladas convide as crianças para verem todos os trabalhos. Pergunte se gostaram da brincadeira e dos arco-íris. Convoque para uma arrumação e para guardarem os lindos trabalhos.

Acabando a brincadeira suavemente …

Você pode colocar uma música de Festa Junina do repertório da turma e brincar de quadrilha novamente.

balão dicaA atividade de colocar as cordinhas nos trabalhos e amarrá-los no cordão dependerá da faixa etária da sua turma. Se forem muito pequenos você deverá fazer esse processo em outro momento, sem as crianças. Mas pendurar o cordão na sala, em outro espaço da creche ou no local da festa é muito importante que seja feito com a presença das crianças. Elas vão perceber onde o trabalho vai estar, reconhecerão ao passarem por eles e se sentirão valorizados.

Atividade arco iris possibilidades festa junina

 

Variantes

A mesma ideia de trabalhar as cores e a decoração da festa pode ser feita a partir da utilização de outros materiais. Veja a sugestão na foto:

outras possibilidades festa junina

 

Para ler outras propostas de práticas relacionadas a festa junina:  Projeto: A arte pinta da festa juninaPasseando pela cultura, descobrindo a festa junina 

 

Postado em Manifestações Culturais, Planejamentos e Atividades e tags , , , , , , , , . Marcado com permalink.

5 Comentários para Cultura da Festa Junina numa experiência de cores

  1. Que site maravilhoso! Enriquece nossa prática como essa possibilidade de troca de experiências! Amei!

  2. Parabéns pelo site. Os temas muito interessantes e contribuem para nossa prática.

  3. Patricia Carla de Souza diz:

    Quero dizer que estou apaixonada por esse blog!!! Ele tem me ajudado muito!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *