Para que a brincadeira continue!

… O mês de agosto está chegando! O mês de agosto chegou! Agosto … mês bem disposto!

É o início das atividades do segundo semestre e … para que a brincadeira continue veja as sugestões!

E a organização das brincadeiras, novas ou já conhecidas é o ponto de parida para receber as crianças que estavam fora, de férias. Compreender a importância do brincar para a criança é  fundamental e deve ser o foco da equipe!

Ampliando a postagem anterior Espírito de férias na brincadeira  selecionamos várias  propostas para que a brincadeira continue e a diversão não termine!

contato-tempo-de-crechePista com pneus e bambolês

Quais os movimentos que as crianças mais gostam de fazer? Quais os mais difíceis?

Angela h

Por meio de pistas ou circuitos com obstáculos como –  túnel de tecido, degraus de bancos, bambolês, pneus, cabanas montadas com tatames, proporcionamos às crianças o desenvolvimento e as ampliações gradativa de sua movimentação como o agachar, engatinhar, correr, subir, pular, girar, andar em diferentes planos (no alto, em baixo…) e, assim, desenvolver maior segurança  na movimentação cotidiana.

Permitir a livre movimentação das crianças para que explorem seus movimentos promove crescimento e confiança. O espaço escolhido para a atividade deve ser organizado com o material com antecedência. Garantir a segurança, acompanhar as crianças nas descobertas dos percursos possíveis e dos desafios é fundamental!

Lembre-se de observar se os desafios estão de acordo com as possibilidades do grupo, nem muito fácil, nem muito difícil.

Não esquecer de planejar a finalização antes que a turma esteja muito cansada para poder solicitar  a todos o auxílio na arrumação do espaço e dos materiais.

As pistas ou circuitos podem ser construídos de acordo com o tamanho mais adequado às possibilidades ou necessidades dos grupos: curtas, para pesquisa em pouco tempo ou mais longas, quando se tem um tempo e espaço maiores.

Material:

  • pneus
  • bambolês
  • e outros materiais interessantes que ofereçam desafios: túnel de tecido, cordas, bancos etc.

Local: – sala, pátio externo ou quadra

Experiência:

  • habilidades sociais e autonomia
  • habilidades do corpo e percepção espacial

contato-tempo-de-crecheTecidos e imaginação

Tecidos: a cada oportunidade a imaginação e a criatividade aumentam e a  riqueza da  proposta se torna evidente.

Angela b

Disponibilizar tecidos de diferentes cores,  texturas e  tamanhos cria infinitas possibilidades de brincadeiras e promove a relação entre todos do grupo.

O tecido é material de fácil acesso e as possibilidades quase infinitas. Ele permite organizar um espaço de brincadeira; possui variações de tamanho, cor, textura, maleabilidade o que viabiliza pesquisas e descobertas diferentes.

As crianças poderão brincar espontaneamente, descobrindo diferentes possibilidades de experimentação com o material: arrastar/deslizar; construir casas e cabanas; brincar de esconde-esconde; inventar roupas e capas; entre outras sugestões. Escolha um espaço que receba as crianças com segurança, que tenha uma área livre de mobiliários e que permita movimentos amplos.

É uma ótima oportunidade de observar a expressividade do grupo e as relações. Observar os movimentos individuais das crianças e do grupo, bem como, a relação entre elas, a forma de organização no espaço e a exploração do material. E o Registro? Nesse momento muitas informações podem surgir e serem úteis para re-encaminhar futuros planejamentos.

Uma dica de segurança importante é não fazer a brincadeira em pisos ásperos ou quentes e oferecer apenas tecidos firmes e resistentes, que não se rasguem durante a brincadeira.

Material:

  • barbante
  • tecidos de diferentes tamanhos, cores e tramas (elanca, lycra, juta, algodão, chita, lençóis fora de uso, lenços etc.)
  • fita crepe

Local: sala, corredor ou mesmo área externa

Experiência:

  • habilidades sociais e autonomia
  • pensamento espacial
  • oralidade
  • expressão artística
  • habilidades do corpo

contato-tempo-de-crecheConstrução com caixas de papelão

Já imaginou a alegria de fazer uma torre maior que o seu próprio tamanho?

Atividade de caixas - construção

É assim que as crianças se sentem ao construir torres, castelos, pontes e tudo mais que a imaginação e a quantidade do material assim o possibilitarem.

Atividade de caixas - pinturaA primeira providência é ter um espaço específico para ir armazenando as caixas de papelão que serão utilizadas. Já com o número suficiente de caixas, o passo seguinte é prepará-las fechando bem para que fiquem firmes e decorá-las com colagem ou pintura. Organize a sala: livre – sem brinquedos, forrada com a lona plástica. Distribua as caixas e o material para sua decoração. Lembrar que, se for usar tinta, deve-se preparar um lugar para que sequem sem atrapalhar a passagem ou outras atividades.

Quando as caixas estiverem secas, propor a atividade de construção. Perguntar para a turma o que dá para fazer com as caixas, no caso da ação de empilhar não acontecer espontaneamente. Permitir que a brincadeira se desenvolva e observar os movimentos e as relações.

Material:

grande número e variedade de caixas de papelão de diferentes tamanhos

Local: sala ou área externa

Experiência:

  • habilidades sociais e autonomia
  • expressão artística
  • habilidades do corpo
  • pensamento espacial

contato-tempo-de-crecheCada espaço de uma cor…

…ou várias!

As cores estão por toda parte! A experiência de “entrar” num espaço colorido é quase indescritível! Elas transmitem sensações e emoções intensas!

Angela e

Vamos fazer uma experiência cobrindo com papéis celofanes coloridos as janelas das salas? Além de uma sensação de magia, provoca muitas descobertas! Pode ser pensada como uma atividade para um grupo só, uma sala, como também para várias salas e grupos.

A primeira decisão é escolher a cor! E mãos à obra!

Os papéis celofane são muito coloridos e modificam a luz que entra pela janela, colorindo o ambiente como um todo. Coloque quantas folhas quiser e observe o efeito! As crianças maiores ajudam com muito interesse, vendo a cor se espalhando no ar… A brincadeira surge espontânea!

Separe o material necessário com antecedência e aproveite mais a atividade… não precisando sair correndo para ir atrás do que esqueceu de providenciar…

Angela f

Material:

  • papeis celofane de diferentes cores
  • fita adesiva ou crepe

Local: salas dos grupos

Experiência:

  • habilidades sociais e autonomia
  • expressão artística
  • habilidades do corpo

Para ampliar a brincadeira: pequenos pedaços de papel celofane grudam na superficie dos vidros apenas com água! Depois de pesquisar as cores individualmente, uma sugestão é cortar o celofane de várias cores e, oferecer para as crianças, molhá-los num recipiente com água e grudá-los nos vidros. Poderão surgir mosaicos incríveis!

contato-tempo-de-crecheFantoche de meia

A mão com a meia cria vida! A imaginação cria asas!

Angela c

É fácil pensar na criatividade das crianças com uma meia transformada em fantoche, em cada mão. E o processo de transformação não poderia ser mais fácil!

Reúna as crianças e brinque com elas com alguns fantoches de meia já preparados. Tenha em conta que o tempo de manipular e brincar com os fantoches e pense em fazer a construção dos novos em outro dia ou momento.

Tenha separado os materiais e apresente para as crianças as diferentes possibilidades de composição: bocas, olhos, cabelos, enfeites como lacinhos, fivelas, gravatas etc.

Distribuído o material, o tempo é de criação e de descobertas! Auxilie as crianças que precisarem. Aproveite!

Angela d

Material:

  • meias
  • botões e outros adereços
  • lãs
  • linhas e agulha

Local: sala

Experiência:

  • habilidades sociais e autonomia
  • oralidade
  • expressão artística
  • habilidades do corpo

Dependendo da faixa etária olhos, bocas e narizes podem ser preparados como “peças” para as crianças selecionarem e colarem na meia. O importante é deixar para os pequenos essa criação! Podem surgir diversos personagens.

Com essas e outras sugestões a volta para a creche será uma festa de alegria, afeto, brincadeiras e crescimento!

O cuidado no planejamento e na preparação de cada dia com as crianças tem sua fundamentação nos documentos federais. A observação das crianças e o registro do trabalho, também!

Para refletir em equipe:

Reflexão sobre a Brincadeira

capa_brinquedos_e_brincadeiras“Definir diariamente quais crianças observar para que, ao longo da semana, tenha sido possível observar todo agrupamento, estratégia  que organiza os registros e verifica o que deve ser feito para melhorar a qualidade da brincadeira.”*

“É pela observação diária e pelo registro que a professora pode acompanhar os interesses e a evolução do brincar de cada criança”*

* Brinquedos e Brincadeiras de Creche – Brasília – 2012

barrinha colorida fininha

Balão-Para-Saber-MaisLeia mais sobre este tema nas postagens:

Balão-crédito-imagensCréditos das imagens na ordem de exibição:

  • babaluespecial.blogspot.com
  • turmadaivonne.blogspot.com.br
  • CEI Nossa Turma – SP
  • ruikroeger.pbworks.com
  • CEI Nossa Turma – SP
  • www.abravidro.org.br/blog
  • emeialdopohlmann.blogspot.com.br
  • espacoholisticoportaldosaber.blogspot.com.br
  • www.alessandrarigazzo.com
  • semedapiuna.blogspot.com.br
  • maenaodorme.com.br

 

Postado em Brincar e Aprender, Planejamentos e Atividades e tags , , , , , , . Marcado com permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *