Diretrizes, Referenciais, Indicadores, Parâmetros: obstáculos ou aliados?

Este espaço do Tempo de Creche vai ajudá-lo a conhecer e compreender as diretrizes, os referenciais, os indicadores e os parâmetros para creches em todo o país. Para facilitar a conversa, vamos abordá-los em trechos, assim, ao descobrir, pensar e entender estes conteúdos, eles se tornarão aliados do seu dia a dia.

Documentos de referências para creches

Você conhece esses documentos?

Nessa primeira conversa vamos introduzir as Diretrizes, os Referenciais, os Indicadores e os Parâmetros e os objetivos de cada um.

barrinha colorida fininhaAlguns documentos federais: 

  • Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil (2010)

Esta publicação tem o propósito de estabelecer e orientar sobre as práticas da Educação Infantil. Seu conteúdo abrange objetivos, visão da Educação Infantil, princípios que guiam o trabalho, concepção e objetivos das Propostas Pedagógicas, inclusive as direcionadas às crianças indígenas, do campo e com deficiências. Também esclarece sobre a organização de espaço, tempo e materiais, avaliação e articulação com o Ensino Fundamental.

  • Indicadores de Qualidade na Educação Infantil (2009)

Esta publicação propõe um processo de autoavaliação para as creches, por meio de reflexões abertas a todos os envolvidos na instituição: profissionais, pais e comunidade. O material foi construído e revisado com a colaboração de especialistas de todo o país e tem sido testado com bons resultados de aplicação.

  • Parâmetros Nacionais de Qualidade para a Educação Infantil – Vol. 1 e 2 (2006)

A publicação contém referências de qualidade para a Educação Infantil a serem utilizadas por creches, pré-escolas e centros de Educação Infantil. Faz a distinção de Parâmetros e Indicadores. Recomenda os requisitos necessários para que a Educação Infantil possibilite o desenvolvimento integral da criança até os cinco anos de idade, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social.

  •  Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, três volumes – MEC / (1998)

O RCNEI é composto por três volumes que apresentam uma busca de soluções educativas para ultrapassar a tradição da creche voltada à assistência e ao cuidado, em direção à concepção de instituição de educação. São documentos abertos, flexíveis, não obrigatórios, com o propósito de contribuir com orientações e reflexões sobre as perspectivas da educação infantil no país.

Alguns documentos da cidade de São Paulo:

  •  Orientações Curriculares – Expectativas de Aprendizagens e Orientações Didáticas – São Paulo, SME / DOT (2007)

Este material busca dar suporte para a prática e a reflexão de todos desenvolvidos com uma pedagogia para a infância, na construção de um novo modelo para a educação infantil. Tem o objetivo estimular propostas que considerem a criança como sujeito de direito, que tenha acesso a bens culturais e aprendizagens significativas em um ambiente desafiador que promova a construção de conhecimentos.

  • Referencial da Educação Infantil Prefeitura de São Paulo – Tempos e espaços para a infância e suas linguagens nos CEIs, Creches e EMEIS da cidade de São Paulo (2006)

Elaborado pela secretaria municipal da Educação de São Paulo, é um material de orientação acessível para o dia a dia das creches. Tem uma concepção atualizada da Educação Infantil, é de leitura fácil, bem dividida e objetiva. Os eixos Educar e Cuidar estão apresentados de forma inseparável. Pensa na otimização dos Tempos e Espaços de Aprendizagem visando contribuir com um currículo que propicie às crianças condições, de fato, de aprendizagem, respeitandoascomo sujeitos sociais, capazes de pensar e agir de modo criativo e crítico.

barrinha colorida fininha

Você se orienta por algum destes documentos? Quem é de outro município, quais documentos adota?

Apesar de parecerem similares nos seus objetivos, percebemos que alguns documentos contemplam aspectos diferentes.

Mas é importante saber que eles foram desenvolvidos para que as creches possam encontrar seus próprios caminhos, respeitando suas culturas e particularidades, e, especialmente, contribuindo para o respeito aos direitos da criança ser criança e viver a sua infância.

Leia também Referenciais para formação e os campos de experiências da criança. 

logos com muro e madeira estreito

Postado em Coordenação e Gestão e tags , , , , , , . Marcado com permalink.

3 Comentários para Diretrizes, Referenciais, Indicadores, Parâmetros: obstáculos ou aliados?

  1. cineia souza diz:

    Amei todas as postagens! São de principal importância para mim, uma estudante de pedagogia.

  2. MARLENE DE ARAUJO NASCIMENTO diz:

    Muito bom, a publicação dar uma visão geral e oferece oportunidade de aprofundamento.
    Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *