O que o Fundamental espera da Educação Infantil?

Conversamos com a professora Beatriz Gayotto sobre as expectativas de uma Educação Infantil que garanta os pilares para preparar as crianças para a etapa do Ensino Fundamental. Para Bia, a criança precisa brincar muito, desenhar frequentemente, ter autonomia e muitas oportunidades para construir relações.

Tempo de Creche – O que as crianças deveriam ser capazes de fazer no primeiro ano do ensino fundamental?

jogo simbólico casinhaBia As crianças deveriam ser capazes de interagir socialmente: brincar criando, negociando, discutindo e organizando suas próprias regras, sem a interferência direta de um adulto. A interferência dos adultos ainda é uma postura bem difundida na nossa sociedade, porém existem adultos na Educação infantil que tiveram uma boa formação e intervém nas brincadeiras com a intenção de ampliar, mediar ou mostrar modelos para a resolução de conflitos. Assim, as crianças chegam ao fundamental resolvendo parte de seus conflitos com argumentos, sem o uso da agressão física e sabendo que podem pedir a mediação de um adulto em caso de impasse.

Tempo de Creche – Bia, com relação a essa questão, esse seria um dos objetivos do final do ciclo do Ensino Fundamental?

Bia – Este é um objetivo tanto do final da Educação Infantil quanto do final do Ensino Fundamental. O que vai mudando é a característica da argumentação de uma criança de 5 ou 6 anos que, comparada a de uma criança de 10 ou 11 anos, vai ganhando qualidade e complexidade.

Tempo de Creche – Você acha que as crianças que chegam com 5 ou 6 anos no primeiro ano ainda batem muito e usam pouco os recursos da linguagem para resolver conflitos?

brincadeira em grupoBia – As crianças ainda chegam batendo muito e com dificuldade para se expressar oralmente e explicar como se sentem ou o que aconteceu.

Percebo que, nas rodas de história ou conversa, elas chegam com dificuldade de ouvir, de se expressar e de contar pequenas histórias, sejam fatos de sua vida ou reconto de histórias. Então o ponto principal é a falta de repertório e a dificuldade na expressão oral: conhecem poucas cantigas, contos, histórias, parlendas, causos e outros gêneros.

Tempo de Creche – Em resumo, como as crianças têm chegado ao primeiro ano? Quais as dificuldades enfrentadas com as suas turmas?

Bia – As crianças têm chegado ao primeiro ano com pouca autonomia e pouca experiência em utilizar o desenho como forma de registro.

momento de leituraÉ função do Ensino Fundamental mediar passagem entre os dois ciclos, mas não temos recebido crianças brincantes e participantes da cultura infantil. Sentimos que elas acreditam que a escola é um lugar para “ficar” enquanto os pais trabalham. Desse modo, tem sido complicado fazer a passagem. A função da Educação Infantil não é “escolarizar” as crianças ou alfabetizá-las, a função é proporcionar às crianças oportunidades para brincarem, se relacionarem e se apropriarem da cultura. A gama de habilidades que elas desenvolvem com essas experiências é que facilitará o aprendizado no Ensino Fundamental.

faz de conta com bebêExistem muitas escolas desenvolvendo uma educação infantil de qualidade, mas quando a criança não tem a sorte de vir de um destes estabelecimentos, ela chega no Ensino Fundamental acreditando que os adultos da escola estão lá para contê-la, isto é, não deixar que corra, que bata, que xingue e não deixar que ela estrague as coisas. A visão que ela tem da função dos adultos é de vigiá-la mesmo.

Tempo de Creche – Na sua opinião, qual deve ser o enfoque do trabalho da Educação Infantil para preparar as crianças com relação às relações, corpo e movimento, narrativas, letramento e conhecimento espacial e matemático?

pintura com pésBia – O enfoque do trabalho da Educação Infantil deve ser a socialização da criança, o desenvolvimento das habilidades de ouvir, de se expressar e de negociar. A Educação Infantil deve aumentar os horizontes culturais das crianças, resgatar as canções, histórias e brincadeiras que elas conheceram em casa e ampliar seu repertório com o dos colegas e com aquele que a professora apresenta, tanto da cultura regional como da mundial.

Os alunos precisam chegar ao primeiro ano:

  • Com conhecimento espacial – porque correram, deram cambalhotas e se equilibraram em cima de bancos, trepa-trepas ou caixas;
  • Sabendo contar – porque brincaram de esconde-esconde, pularam corda ou colecionaram pedrinhas;
  • Sabendo se relacionar – pois negociaram muitas regras de brincadeiras inventadas por eles;
  • Com um repertório amplo de cantigas, parlendas, histórias, etc., e puderam utilizá-lo em suas brincadeiras;
  • Registrando suas ideias e vivências por meio de desenhos, pinturas e colagens;
  • Com uma noção de rotina e a percepção de objetivos de trabalho.

Assim, eles estarão prontos para o trabalho a ser desenvolvido pelo Ensino Fundamental.

desenho

 

Beatriz GayottoBeatriz Gayotto é pedagoga pelo Instituto Singularidades, professora de Ensino Fundamental do Estado de São Paulo e integrante da equipe da Escola do Bairro.

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

Para saber mais sobre os objetivos da Educação Infantil, leia as postagens:

Postado em Coordenação e Gestão, Palavra da prática e tags , , , . Marcado com permalink.

7 Comentários para O que o Fundamental espera da Educação Infantil?

  1. Gislaine diz:

    Ótimo post! Riquíssimo conteúdo! Parabéns!

  2. CLEUSA DOS SANTOS diz:

    Bom dia professoras!

    Li ha algum tempo um post sobre FORMATURA NA EDUCAÇÃO INFANTIL, mas não tenho certeza se foi no Tempo de Creche… gostaria de saber se vocês tem algum texto sobre esse assunto? Não concordo que haja necessidade desse evento para “comemorar” a transição para o ensino fundamental. Mas o fato é que muitas instituições tem essa prática, o que dificulta o entendimento por parte de alguns professores e também os pais.

    • Olá Cleusa.
      Boa dica de tema para refletir! Ainda não escrevemos sobre isso no Tempo de Creche.
      Mas podemos adiantar que a “formatura” para os pequenos talvez esteja na esfera dos rituais de passagem. Ao trabalhar a mudança de instituição de educação seria interessante fazer uma comemoração pelas conquistas dos pequenos com os símbolos e elementos significativos para eles. Assim não tem erro!
      Grande abraço e obrigada pela contribuição!

  3. Que post maravilhoso!!! Atuei por 11 anos seguidos na Educação Infantil e depois comecei a trabalhar com o Ensino Fundamental também e vejo a diferença no desenvolvimento da aprendizagem das crianças que passaram pela Educação infantil e o que ainda me entristece é se deparar muitas vezes com colegas de trabalho que argumenta para que serve a Educação Infantil?!

  4. Rapha diz:

    Tempo de creche vocês são mesmo espetaculares! Como foi bom ler esse post é saber que tenho orientado minha equipe da maneira correta. Sou uma defensora da não antecipação de conteúdos do ensino fundamental, muitas vezes me sinto tão esvaziada de parceria e argumentos para essa concepção e vocês mais uma vez me alimentam de boas ideais e possibilidades. Minha eterna gratidão pela competência e disponibilidade nos temas aposentados no blog! Obrigada.

    • Rapha,
      Obrigada pelas palavras gentis e de incentivo!
      Somos movidas pelos retornos que recebemos nas práticas formativas e pelos diálogos com os leitores do blog. Fique à vontade para criticar, fazer pedidos e … elogiar!
      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *