Projeto Pedagógico para o próximo ano: depois de avaliar é hora de planejar o futuro! – parte 2

Na primeira parte dessa publicação (Proposta Pedagógica para o próximo ano: é hora de trabalhar em equipe!) fizemos uma proposta para pensar a Creche do ano que está por terminar como um todo: estrutura e ações realizadas. Agora é aquecer os motores para o próximo ano organizando ideias e propostas no Projeto Pedagógico.

Roteiros de projetos pedagógicos de diversos municípios brasileiros incluem tópicos comuns. Levantamos alguns deles e apresentamos sugestões para discussão e elaboração do documento da creche.

cartaz reunião elaboração do Projeto Pedagógico

Para fazer desse documento se tornar uma referência e apoiar toda a equipe, o ideal é que a construção do mesmo parta de encontros com a participação de todos. É na construção coletiva dos itens que o grupo admite o documento como seu e se compromete com suas orientações.

Para aquecer a conversa com a equipe e levantar as crenças e princípios que orientam a creche, propomos algumas questões:

tabela roteiro Projeto Pedagógico

Alguns dos itens dos documentos solicitados pelos municípios brasileiros e a nossa proposta de discussão

desenho menina e meninoA MISSÃO

Os fins ou a MISSÃO são a essência da instituição, as razões de sua existência.

Para definir a Identidade da instituição podemos pensar em:

  • Por quê e para quê existe esse espaço educativo?
  • Para nós, o que é educação?
  • Que crianças queremos formar?

Depois de responder essas perguntas, algumas formas de colocar no papel os pensamentos podem partir dos trechos:

  • “Nossa missão é oferecer…”
  • “Nossos esforços para  …”
  • “Nossa área de competência…”
  • “Proporcionamos às crianças …”

Centralizamos nossas ações no sentido de :

  • Desenvolver…
  • Promover…
  • Estabelecer…
  • Contribuir…
  • Criar…
  • Motivar…

Assim, a finalidade da instituição pode abraçar:

  • uma proposta pedagógica construída a partir da reflexão sobre a execução.
  • a garantia do espaço de brincar (os tempos e os locais)
  • ensinar e aprender como processos correspondentes
  • o reconhecimento do saber da criança, considerando-o ponto de partida para as propostas.
  • a inclusão da cultura dos familiares e da comunidade

desenho menina e meninoOBJETIVOS DA CRECHE: METAS QUE DESEJA ATINGIR

De acordo com os referenciais e orientações curriculares federais e do município de São Paulo, as metas da Educação Infantil devem incluir:

  • O desenvolvimento das potencialidades das crianças a partir do respeito pela vivência da infância de modo integral, com suas necessidades e seus saberes construídos.
  • A valorização da cultura da infância, entendendo-a como a brincadeira e o faz de conta, os movimentos corporais e a expressão por meio de suas linguagens: artes visuais, jogos dramáticos, música e dança, além da linguagem oral e a literatura.
  • A garantia do direito das crianças em conhecer e interagir com os conhecimentos de modo integral, sem fragmentação e hierarquização (a criança não aprende de forma fragmentada, isto é, para elas não tem hora de matemática, de língua portuguesa, de conhecimentos da Natureza, etc.. A criança mobiliza todos os conhecimentos em todos os momentos, em todas as suas brincadeiras).
  • A conexão entre o cuidar e o educar, que cria o espaço para o desenvolvimento da autonomia.
  • A participação, o diálogo e a escuta quotidiana das famílias, o respeito e a valorização de suas formas de organização e sua cultura.

CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL

Para pensar…

Na vida do ser humano, a infância é um período com cultura, leitura de mundo, vivências e construção de conhecimentos específicos.

A base dessa cultura é a linguagem lúdica desenvolvida pela criança e expressa em três dimensões:

  1. A experiência do brincar livre e não dirigido como atividade que tem seu valor por si só e assim valorizada.
  2. O brincar como um caminho do corpo e das potências afetivas, em que a modulação dessas necessidades é uma tarefa que se desenvolve no próprio ato de brincar.
  3. O brincar como passagem para momentos de criação.

Para garantir o exercício dessa linguagem, a infância tem o seu próprio tempo: tempo para viver, tempo para experimentar, tempo para perceber, comparar, sentir, se relacionar, pensar, buscar palavras, expressar, ouvir e tantas outras coisas necessárias para a vida.

desenho menina e meninoCONCEPÇÃO DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL E DE APRENDIZAGEM

 

No processo de desenvolvimento das crianças, seu aprendizado acontece por meio da vivência cotidiana, tanto na relação com o adulto quanto na relação com outras crianças, considerando as características do espaço e do contexto em que esta vivência acontece.

O desenvolvimento dos pequenos está diretamente relacionado à sua experiência proporcionada em seu meio social (creche e comunidade). Nesta dinâmica o educador se constitui como agente fundamental desse processo, desempenhando o papel de mediador das experiências, proporcionando segurança e valorizando as descobertas.

As aprendizagens que as crianças fazem no cotidiano são aprendizagens assistemáticas, frutos da experiência, da observação, da vivência, dos usos da linguagem, da capacidade de resolver problemas e de outras. Piaget ensinou que a criança explora o seu espaço primeiro com os sentidos e os movimentos. Ela aprende a comer, comendo; aprende a sentar, sentando; aprende a caminhar, caminhando; aprende a pular, pulando; aprende a cantar, cantando; e assim por diante. Enquanto explora seu mundo, ela aprende os conceitos, as cores, os significados das palavras. Então ela passa a formar imagens mentais que podem ser representadas de diversas maneiras: imitando diante do modelo e longe dele, desenhando, falando e fazendo de conta. É nesse momento que a imaginação começa a tomar forma na vida das crianças. Forma-se, então, a imagem mental das coisas, das situações, das ações, e passa a ser possível mesclar essas imagens e imaginar.

desenho menina e meninoORGANIZAÇÃO DO QUOTIDIANO E A LINHA DO TEMPO DO DIA NA CRECHE

 

balc3a3o-dicaPara elaborar este item recomendamos com levantar com cada professora a rotina das turmas para, depois, pensar numa linha do tempo que seja abrangente para toda a creche.

desenho menina e meninoPROCESSO DE ACOMPANHAMENTO DE DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA

As ações para realizar o acompanhamento e o planejamento das propostas de atividades podem incluir registros de vivências e experiências, isto é, registrar sistemática e intencionalmente a observação da dinâmica as crianças, em que se busca registrar e refletir sobre as descobertas, conquistas, dificuldades, desafios e os encaminhamentos sugeridos por suas ações e contribuições. O Registro sistemático é uma metodologia intencional do trabalho pedagógico composto pelas seguintes etapas articuladas:

ciclo virtuoso do educador

No post Preparar atividades: o desafio de planejar o imprevisível apresentamos nosso olhar para essa metodologia.

 

 

Postado em Coordenação e Gestão e tags , , , , , . Marcado com permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *