Experiência: rola, enrola e pinta!

pintura com rolos e plástico bolhaCom as crianças voltando das férias, o gás para aventuras e novas pesquisas está renovado. E dá-lhe buscar inspiração para acompanhar a turma. Pesquisamos uma técnica interessante para pintar, provocar e trabalhar a criatividade e a motricidade.

Rolinhos de Plástico Bolha

Rolar, enrolar, girar e torcer: uma categoria de movimentos divertidos que as crianças pequenas gostam de fazer. Uma pista para o professor mediar e ampliar.

I – A dica é começar a trabalhar o corpo todo e depois passar para as mãos. Pesquise e selecione uma música provocante – se tiver na letra uma referência aos movimentos de enrolar e girar, melhor! Apresente para os pequenos e mergulhe na dança. Gire o corpo, deite no chão e role, use os braços para fazer movimentos circulares e, sem falar, convide os pequenos a se inspirarem nos seus movimentos. Crianças começam a aprender imitando.

dança desenho Shangri-la 2

Falamos sobre dança-desenho na postagem É dança? É música? É desenho? É dança-desenho!, sobre o estúdio italiano Segni Mossi e suas propostas que unem movimentos corporais poéticos com as marcas deixadas em suportes. Nesta postagem é possível entender um pouco mais sobre o trabalho de corpo associado ao registro dos movimentos, realizados com crianças pequenas. Experimente essas possibilidades…

dança desenho Shangri-la

II – Em outra ocasião introduza rolinhos de papel higiênico, de papel toalha, carreteis, pedaços de cano e outros cilindros que encontrar. Faça uma bonita organização dos materiais no chão da sala e deixe a turma explorar. Dependendo da intensidade dos barulhos das brincadeiras, coloque a música utilizada na proposta anterior como fundo musical. Se as brincadeiras estiverem barulhentas, deixe a música para um encerramento da proposta, por exemplo, retomando os movimentos corporais agora associados aos rolinhos.

Repita as brincadeiras. Crianças precisam dessas repetições para incorporarem aprendizagens e buscarem novas descobertas.

III – Numa terceira etapa:
1. prepare com antecedência os “pintadores”, colando pedaços de plástico bolha ao redor dos rolinhos e rolões (rolos tipo pau de macarrão também são ótimos e provocam movimentos diferentes).

rolos com plástico bolha
organização do espaço para pintura2. Separe recipientes como bandejas planas e largas. Podem ser bandejas de isopor grandes o suficiente para que as crianças movimentem os rolos e molhem de tinta a superfície de plástico bolha. Lembre-se de adequar o número das bandejas ao número de crianças e às diversas cores que irá oferecer. Para que a experiências de movimentar os rolinhos e pegar a tinta seja confortável, pense no tamanho das bandejas ou recipientes. São esses movimentos muito importantes para trabalhar a motricidade e a percepção do quanto o rolo está pronto para carimbar o papel.

3. Forre o chão com o suporte: folhas grandes de papel branco, kraft ou mesmo jornal. O importante é forrar uma área grande, até mesmo toda a sala ou ambiente externo. Deixe as crianças pisarem no suporte e se movimentarem à vontade.

4. Faça uma arrumação bonita e convidativa dos materiais. Pode ser interessante colocar as bandejas com as tintas coloridas enfileiradas nas laterais do ambiente, deixando o centro livre para os movimentos. Coloque os rolos prontos no centro da área com o papel. Coloque a música trabalhada na primeira proposta e deixe a garotada experimentar. Pegue um rolo também e, sem palavras, vá mostrando como você passa o rolo na tinta, leva para outro lugar e rola no papel deixando marcas.

pintando com rolos e plastico bolha

rolos com plástico bolha ampliação5. Repita essa proposta ampliando os desafios, variando o tamanho dos rolos. Já pensou que divertido conseguir cilindros compridos que precisam de duas crianças para rolar e carimbar o papel? Outra ampliação possível é conseguir novos tipos de plástico com diferentes tamanhos de bolhas. Colar papelão ondulado e enrolar barbantes também podem transformar as marcas feitas no papel. Tintas com texturas diversas enriquecem a proposta.

ampliação de pintura com rolo

Experimente antes e com os seus pequenos, crie e aprenda com eles. Observe as conquistas na destreza dos movimentos e a inventividade que certamente acontecerá! Se prepare para olhar, registrar e refletir sobre novas propostas que podem partir dessa brincadeira.

♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦

Balão-Para-Saber-MaisÉ dança? É música? É desenho? É dança-desenho!
Três dicas de materiais inusitados e uma para arrumar a bagunça!
Afinal, o que é Arte na Educação Infantil?
Aguçando o sentidos
Crianças, expressões artísticas e aprendizagem

 

 

Postado em Linguagens Expressivas, Planejamentos e Atividades e tags , , , , , , , , , , . Marcado com permalink.

2 Comentários para Experiência: rola, enrola e pinta!

  1. thaynan diz:

    gostei muito das atividades, vocês teriam sobre o tema fazenda, atividades artísticas como horta, pomar e plantação.

    • Oi, Thaynan,
      obrigada pelo retorno.
      Você poderia dar mais informação sobre o que pensou em fazer com as crianças? Qual a idade delas? Quantas crianças no grupo? Como vocês trabalham as atividades de arte? Todas fazem juntas a mesma proposta? Aguardaremos seu contato. Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *