A descoberta do vento – parte 1

Nesta época do ano, com o frio batendo nas janelas e nos pátios, o contato com a natureza tem que ser considerado e nunca deixado de lado! Criança precisa do ambiente externo e natural: foram feitos um para o outro!

experiência infantil com vento 1

O vento, tão presente nesta época, talvez seja tema de curiosidade e pesquisa das crianças. Se este for o caso da sua turma, ele pode puxar um planejamento com uma sequência de atividades que estimulará a investigação e as descobertas.

Captura de Tela 2014-08-18 às 18.42.53

Captura de Tela 2014-08-18 às 18.45.56

Comece procurando chamar atenção para os momentos em que o vento é notado e desperta o interesse:

  • Quando correm e percebem que algo que está com eles flutua, levanta voo,
  • Quando assopram um alimento quente ou o corpo,
  • Quando veem as plantas, árvores e o varal com roupas se mexendo ou
  • Quando os papéis caem e a turma nota os sobrevoos.

DESPERTAR PARA A ATIVIDADE

Então você pode fazer a SUA PESQUISA buscando nos livros de histórias os enredos que abordam o tema, nem que seja em alguma parte. Conte as histórias e chame atenção para as situações do vento. Temos uma história que fala de uma folhinha que voa pelo parque ao cair da árvore: História da Folhinha de Outono

balc3a3o-dicaA partir do interesse e demanda das crianças o professor pode ampliar a pesquisa e a experiência delas. Construir um período de preparação da experiência é muito importante. É ir trazendo o assunto devagarinho, entrando no interesse delas e na brincadeira com um novo material que instigue e desafie, por exemplo. Sem que as crianças se interessem pelo tema e demandem “mais aprofundamentos”, os aprendizados não serão significativos ao ponto de “crescer” dentro delas.

EXPLORAR E DESCOBRIR

Canudinhos são um recurso acessível, fácil de encontrar e que desperta o interesse das crianças. Podemos sugerir que a creche peça um pacote para os pais de cada criança ou que a própria instituição forneça.

Para crianças a partir de 1 ano

Apresente alguns canudinhos para a turma. Deixe que explorem o material e valorize suas descobertas, compartilhando com todo o grupo. Neste momento as crianças vão brincar e descobrir o material e algumas de suas possibilidades.

experiência infantil com vento 2Talvez o vento ainda não apareça no início dessa brincadeira, mas, se surgir, valorize, divida com o grupo e proponha desafios: assoprar no canudinho e sentir o ventinho na mão, assoprar outras partes do corpo, os brinquedos da sala, os colegas, se estiver no pátio a pesquisa pode se estender para as plantinhas, a areia e tudo o mais que eles e você descobrirem!

 

balc3a3o-dicaEm outra ocasião a experiência pode ser ampliada começando a brincadeira suavemente, com novas explorações dos canudinhos e, em seguida, disponibilizando papéis picados, algodão e penas, por exemplo, para serem assoprados.

ACABANDO A BRINCADEIRA SUAVEMENTE …

Para finalizar suavemente a brincadeira, perceba como as crianças estão se sentido. Se estão satisfeitas e se movimentaram muito podem estar cansadas. Então, buscar um encerramento mais tranquilo como ouvir uma música suave, fechando os olhinhos e prestando atenção se um ventinho suave (feito pela professora) ainda por eles pode ser uma boa opção. Mais tranquilas e realizadas, as crianças podem ser convidadas a guardar os materiais seguindo as indicações da professora.

Balão Para Saber MaisO post A descoberta do vento – parte 2 estende esta experiência e trás propostas para crianças a partir de 2 anos.

Leia também: A importância de brincar

Postado em Criança e Natureza, Planejamentos e Atividades e tags , , , . Marcado com permalink.

2 Comentários para A descoberta do vento – parte 1

  1. fernanda barros lopes diz:

    Estou fazendo pedagogia mas já trabalho com crianças adorei o site e gostaria de receber novidades tenho uma turma de jardim obrigado.

    • Olá, Fernanda. Obrigada pelo retorno. Para receber as notícias no seu e-mail é só escrever seu endereço eletrônico no espaço indicado por: – Assine o blog por e-mail – que se encontra na lateral direita na página do blog. Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *